quinta-feira, 22 de setembro de 2016

IX SECISO - Ações Afirmativas de 05 a 09 de dezembro de 2016, UESC - Ilhéus-BA - Aguardem.

Fonte: https://www.facebook.com/groups/209790145735718/1074571585924232/?notif_t=group_activity&notif_id=1474414009411569

Diversidade Racial é tema reflexão nesta sexta-feira, em Ilhéus


Alunos da Rede Municipal de Ensino de Ilhéus realizarão uma exposição de banners contendo projetos sobre o tema da diversidade racial, nesta sexta-feira, 23, a partir das 14h30min, na Praça Pedro Matos, em frente ao Teatro Municipal, no centro histórico da cidade. A atividade integra o Seminário da Diversidade, iniciada na última quarta-feira, 21, numa promoção da Secretaria de Educação (Seduc). 

Os trabalhos a serem apresentados pelos estudantes da rede municipal foram desenvolvidos nas próprias escolas. Mas o evento envolve a participação de representantes do Ministério Público (MP), do Movimento Negro da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Centro Municipal de Referência à Inclusão Escolar (Crie), Núcleo de Educação e Promoção a Saúde de Ilhéus (NEPSI) e do Movimento Indígena.

O Seminário de Diversidade, promovido pela Prefeitura Municipal, por meio da Seduc, foi aberto dia 21, na Academia de Letras de Ilhéus. As atividades incluem  mesa-redonda, ciclo de debates e oficinas, sob a coordenação da Equipe Pedagógica e articuladores de área educacional. Tem como principal objetivo garantir e implementar nas escolas municipais, o respeito ao outro independentemente de sua cor, etnia, raça ou  religião.

Secretaria de Comunicação – Secom

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Professora de Itabuna desperta o gosto pela Sociologia com o encanto da fotografia

professora amelia amado 1
A imagem muitas vezes vale mais do que mil palavras. Aliando o amor pela fotografia e toda a representação social que ela pode promover, a professora Tereza Cristina Fidélis, do Colégio Estadual Dona Amélia Amado, em Itabuna, a 445 km de Salvador, encontrou um jeito especial e envolvente de ensinar a disciplina. Usando a fotografia do cotidiano, ela alia a teoria de sociólogos como Max Weber, Émille Durkheim e Karl Marx, fazendo com que os estudantes compreendam melhor a sociedade em que vivem.

A iniciativa não só desperta um maior interesse dos estudantes pela Sociologia, como também contribui para o desenvolvimento do senso-crítico. É o que explica Dalila França, ex-aluna para quem o estudo da sociologia foi fundamental na escolha da faculdade de Direito. “O trabalho da professora Tereza foi muito importante em minha vida. Ele me proporcionou entender melhor a sociologia e o trabalho destes sociólogos, além de conhecer lugares e ampliar meu conhecimento de forma prazerosa que é a fotografia. Hoje estou cursando Direito e já tenho uma melhor compreensão sobre a sociologia graças à professora Tereza Cristina que me proporcionou o acesso a este conhecimento. Ela e seu trabalho são maravilhosos e inesquecíveis”, comenta.
professora amelia amado 2
O projeto “A sociologia e o cotidiano através da fotografia: suas correlações históricas e sociais, à luz dos sociólogos Max Weber, Émille Durkheim, Karl Marx”, envolve toda a unidade escolar em atividades como as aulas de campo, entrevistas e a socialização dos resultados. O objetivo é formar estudantes pesquisadores, questionadores e que busquem soluções para os problemas sociais do cotidiano de suas comunidades. “Conseguimos fazer com que o aluno entenda a disciplina. Alcançamos o protagonismo juvenil através dos Sociólogos Karl Marx, Emilie Durkhein e Max Weber e como suas teorias nos ajudam a encarar, explicar e compreender a realidade social”, comemora a professora Tereza.


Ela diz, ainda, “que o projeto proporciona grande entusiasmo nos alunos e torna-se mais atrativo, pois a fotografia é um recurso didático de alta eficiência e o jovem de hoje é muito midiático. O objetivo é trabalhar com o cotidiano do aluno, facilitando assim, o aprendizado e o entendimento das teorias sociológicas. O projeto se destaca, também, por envolver aspectos da interdisciplinaridade, através da história da fotografia”.
 Pesquisa – A professora Tereza também criou, em 2011, com o apoio do professor de Química, Abraão Matos, um Grupo de Ensino e Pesquisa do Amélia Amado (GEPAA), para incentivar a alfabetização e a educação científica no ensino básico, com estudantes a partir do 9º ano. O grupo conta com 35 estudantes, com 20 projetos em andamento. O estudante, William Barreto, do 1º ano do Ensino Médio, é um dos envolvidos. “Eu fui premiado na I Feira de Ciências do Núcleo Regional de Educação (NRE 05), em setembro. Foi uma experiência grande para mim”, afirma.
Tereza Cristina destaca que o grupo tem ajudado os estudantes a ingressarem no ensino superior, “percebemos o quanto os ajudamos para o Enem. Temos alunos em universidades do Paraná, na Uesc e USP, esse é o ganho, o conhecimento”, orgulha-se. Para a direção, a iniciativa da professora em formar o GEPAA vem ajudando a transformar a educação do Colégio Dona Amélia Amado. “Todas as vezes que o aluno está envolvido com a pesquisa, sentimos de fato a transformação, vemos esse aluno na escola com outra disposição. Essa iniciativa incentiva o estudante e o próprio professor, que se sente reconhecido na realização do aluno”, declarou o vice-gestor da unidade, Daniel Filho.


- See more at: http://www.blogdothame.blog.br/v1/2015/10/12/professora-de-itabuna-desperta-o-gosto-pela-sociologia-com-o-encanto-da-fotografia/#sthash.TamOlJJ3.dpuf

Postado por http://www.blogdothame.blog.br/v1/2015/10/12/professora-de-itabuna-desperta-o-gosto-pela-sociologia-com-o-encanto-da-fotografia/

terça-feira, 25 de agosto de 2015

BAHIA: RUI ANUNCIA CRIAÇÃO DO SELO AMIGO DA EDUCAÇÃO


unnamed (6)

Em discurso emocionado, num Teatro Castro Alves lotado, o governador Rui Costa afirmou que os dois principais pilares da sociedade são a família e a educação. Rui já visitou 109 escolas na Bahia e garantiu que continuará a caminhada, mas é preciso a participação da sociedade para fortalecer a educação e construir uma sociedade mais justa e mais igual. Rui aproveitou a ocasião para lançar o selo “Amiga da Educação “, que será concedido às empresas que investirem nas escolas públicas.

O anúncio foi feito durante o 28º Fórum [B+], na manhã desta terça-feira (25), que conta com a presença de artistas baianos que têm iniciativas que transformam a sociedade, como Margareth Menezes e Carlinhos Brown, e cerca de mil alunos da rede estadual de ensino. O encontro dedica esta edição ao projeto Educar para Transformar como forma de ajudar na criação de uma rede de parcerias entre empresários, escolas e famílias.

A parceria com o setor empresarial é um dos eixos centrais do Pacto Pela Educação do Governo do Estado. Exemplos de como organizações podem ajudar a melhorar a qualidade de ensino nas escolas baianas estão sendo apresentados no teatro. No fórum, Rui também disse acreditar que o voluntariado seja essencial para o fortalecimento da educação.


Postado por Politicos do Sul da Bahia

terça-feira, 3 de março de 2015

MELHORIA DA QUALIDADE DE ENSINO DEPENDE DA FAMÍLIA E DA ESCOLA, DIZ RUI COSTA

Rui_face

Na primeira edição do programa ‘Diga Aí, Governador’Rui Costa destaca a educação como prioridade do Governo da Bahia. Para ele, família e educação devem estar em sintonia, pois os familiares têm um papel fundamental no desempenho do aluno em sala de aula. “O que eu quero é promover o casamento dessas duas instituições que são responsáveis pela educação do ser humano: a Família e a Escola!”, afirma o governador. 

Outro assunto destacado por Rui Costa nesta primeira edição é a construção de estradas, que proporciona desenvolvimento nas cidades do interior da Bahia. “Toda vez que você leva uma estrada, leva segurança para a população, conforto à população para chegar e sair de sua cidade. E leva emprego também porque o comércio melhora, o fluxo de pessoas melhora, a cidade se desenvolve”. 


Entre as ações para melhorar a Educação na Bahia, Rui enfatiza a valorização dos dirigentes escolares e mudanças na forma de contratação de professores. “Quero realizar concurso público este ano”, pontua ao detalhar ainda a visita que já realizou em 22 escolas municipais e estaduais porque “a educação não acontece aqui no Centro Administrativo, na Secretaria de Educação. Ela acontece dentro da escola. Ela é materializada pelos professores, pelos alunos, pela comunidade escolar”.


 O ouvinte pode participar do programa, enviando perguntas por meio do blog do ‘Diga Aí, Governador!’ e pelas redes sociais da Secretaria de Comunicação Social do Estado da Bahia – www.secom.ba.gov.br. As dúvidas serão respondidas por Rui Costa nas próximas edições. O programa ‘Diga Ai Governador’ é produzido pela Secom, veiculado toda terça-feira, às 7h30, pela Rádio Educadora FM 107,5 MHz e reproduzido por vários veículos de comunicação. Está disponível no site e pelo telefone 0800-071-7328.


Postado no http://www.ilheus24h.com.br/v1/2015/03/03/melhoria-da-qualidade-de-ensino-depende-da-familia-e-da-escola-diz-rui-costa/#more-30755

terça-feira, 25 de novembro de 2014

TRF1 confirma liminar da Vara de Ilhéus que permitiu crianças abaixo de seis anos no ensino fundamental

Confirmando decisão da Vara de Ilhéus, o TRF1 garantiu a matrícula na primeira série do ensino fundamental das crianças que tenham menos de seis anos de idade, desde que comprovada sua capacidade intelectual mediante avaliação psicopedagógica a cargo de cada entidade de ensino. A decisão também reconheceu a ilegalidade das Resoluções 01 e 06, ambas de 2010, emitidas pelo Conselho Nacional de Educação.


O MPF ajuizou ação civil pública objetivando a concessão de tutela antecipada para que a União deixe de exigir, no âmbito de jurisdição da Subseção Judiciária de Ilhéus, o cumprimento das citadas Resoluções editadas pela Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação. Tais normas estabelecem que somente terão acesso ao primeiro ano do ensino fundamental crianças com seis anos de idade completos até o dia 31 de março do ano em que ocorrer a matrícula.
Na avaliação do MPF, o critério puramente cronológico, sem levar em conta a capacidade cognitiva “é desarrazoado e desproporcional, ferindo o princípio constitucional da isonomia, uma vez que trata todas as crianças da mesma forma, sem considerar as peculiaridades de cada uma”.
A União argumentou que a limitação de idade está na Lei de Diretrizes Básicas da Educação, não havendo qualquer inovação da Administração Pública”.
A Vara Federal da Subseção Judiciária de Ilhéus acatou as alegações apresentadas pelo MPF. “Com razão o Ministério Público Federal ao afirmar que a intenção do legislador foi criar a obrigação para o Estado de prover todas as condições pedagógicas e estruturais necessárias para que as crianças de seis anos possam exercer seu direito à educação, não cabendo ao Conselho Nacional de Educação restringir tal direito ao atribuir ao dispositivo legal interpretação dissonante ao verdadeiro espírito da norma”, diz a decisão liminar.
Para o relator, desembargador Souza Prudente, a decisão liminar recorrida está correta em todos os seus termos. Isso porque, “conforme bem assinalado pelo juízo monocrático, não se está a afastar a limitação etária para fins de ingresso no ensino fundamental, mas sim, estipulação de marco temporal em que elas devem completar os seis anos de idade para o ingresso no ensino fundamental, à míngua de qualquer previsão legal ou constitucional, no particular”, esclareceu.
Fonte:https://trf-1.jusbrasil.com.br/noticias/152373036/trf1-confirma-liminar-da-vara-de-ilheus-que-permitiu-criancas-abaixo-de-seis-anos-no-ensino-fundamental

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Mobilizadores de Ilhéus (BA) participam de Seminário sobre o Plano Nacional de Educação


Mobilizadores e educadores participaram do Seminário sobre
o PNE em Ilhéus
Mobilizadores sociais pela Educação que atuam no município baiano de Ilhéus participaram, no dia 4 de agosto, de Seminário sobre o Plano Nacional de Educação (PNE) na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Organizado pelo Departamento de Ciências da Educação (DCIE) e pela Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) da UESC, em parceria com a União dos Conselheiros Municipais de Educação (UNCME), o evento teve como tema “Os desafios das políticas educacionais para a próxima década”. 

A programação do Seminário incluiu palestra sobre o PNE conduzida pelo Secretário Executivo Adjunto do Ministério da Educação e coordenador do Fórum Nacional de Educação, Francisco das Chagas Fernandes. Em sua exposição, o secretário abordou os cenários, expectativas e desafios para implementação do Plano Nacional de Educação.

(Da esq. para a dir.) Mobilizador Roberto Corsário; secretário
executivo adjunto do MEC, Francisco das Chagas; e mobilizador
Vandilson Gomes 
A atividade contou, ainda, com apresentação realizada pelo coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, que abordou o financiamento da Educação no âmbito do Plano Nacional. A professora titular da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Goiás e representante da Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (ANFOPE), Iria Brzezinski, por sua vez, debateu com os participantes sobre a formação de professores. 

Além dos mobilizadores, participaram do Seminário membros de conselhos municipais de Educação, secretários de Educação, estudantes da UESC, representantes de pais de alunos e de instituições relacionadas à Educação. 

Leia mais sobre o evento no blog Tresilhasilheos, mantido pelo mobilizador Roberto Corsário. 

Saiba mais sobre o Plano Nacional de Educação no Portal do PNE.

Fotos e informações: Blog Tresilhasilheos

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Hoje 11 de agosto se comemora em Ilhéus o dia municipal de mobilização social pela educação de Ilhéus

Instituído pela Lei municipal nº 3.545, de 09 de Junho de 2011. Hoje é dia de mobilização social pela educação de Ilhéus,  também se comemora o dia do estudante, porém nada se tem para ofertar, o Comitê de Mobilização criado para incentivar a melhoria da educação em Ilhéus, apenas resta a titularidade de alguns que ainda tentam não deixar ir a pique, no mais é reviver a matéria do último Seminário que aconteceu em Ilhéus em 10 de agosto de 2012 alusivo ao dia Municipal de Mobilização Social pela Educação de Ilhéus.

II Seminário de Mobilização Social pela Educação em Ilhéus

Postado por Karina Gomes Cherubini em O MP e os Objetivos do Milênio

Ilhéus sediou na última sexta-feira (10), no auditório do Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães, o II Seminário de Mobilização Social pela Educação, um evento promovido pelo Município de Ilhéus, através da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Direc-6,  Conselho do Fundeb, Conselho Municipal de Educação, Conselho de Alimentação Escolar, Conselho de Transportes , APPI, Comitê de Mobilização Social pela Educação de Ilhéus e Ministério Público da Bahia.
Foi aberto com a apresentação artística do cantor Sérgio Nogueira,  sucedido pelos alunos do Mais Educação do Colégio Estadual Santa Ângela, que executaram o Hino Nacional Brasileiro com flautas doces. A Secretária Municipal de Educação, Lidiney Campos, fez a saudação inicial do evento.
Com o tema geral "Conversas Cruzadas sobre Educação", o evento inovou a forma de apresentação dos palestrantes - acomodados em uma sala de estar - o que facilitava a interação entre eles e com o público. Foi tratado do tópico “Integração Família-Escola”, pela professora Marilene Araújo, com as intervenções das professoras Célia Daud e Sandra Catharina Santos.  
Na segunda sala de "conversas cruzadas",  o subtema  “Saúde do Profissional de Educação”, foi abordado pela professora e presidente da APPI/APLB-Sindicato, Enilda Mendonça e comentado pelas profissionais de saúde e assistência social Edla Soares e Sueida, do IFBA.
O evento reuniu promotores de Justiça (4ª e 8ª Promotorias de Justiça de Ilhéus), conselheiros municipais da área da educação, integrantes da secretaria Municipal de Educação e da Direc-6, diretores de escolas públicas municipais e estaduais, professores, pais de alunos e estudantes. Também estiveram presentes ao evento Professora Carmelita e Jorge Luiz Santos*, ambos candidatos a prefeito do Município de Ilhéus.
Créditos: Rafael Lordelo
* ordem alfabética de menção.